85 98117.4241

ouvinte@redeshalomderadios.com

85 3261.3600 / 3264.1863

Tempo de Viver

Cerco de Jericó: Estudo Bíblico do dia 26-08-18 (DOM)

  • Publicado em 26/08/2018

Tema: José interpreta os sonhos dos oficiais do faraó

Indicação: Leia atentamente por varias vezes o texto em Genesis 40, 1-23, notem que a prisão que José esteve fica próxima a casa de Potifar, os altos funcionários estavam por lá, José cria sentido para está naquele lugar. Em oração perceba onde o Senhor quer te levar e como quer te levar ao caminho da felicidade e da paz, dando a você oportunidade dar sentido a sua vida.

"Depois disto, aconteceu que o copeiro e o padeiro do rei do Egito ofenderam o seu senhor. 2.O faraó, encolerizado contra os seus dois oficiais, o copeiro-mor e o padeiro-mor, 3.mandou-os encarcerar na casa do chefe da guarda, na prisão onde se encontrava detido José. 4.O chefe da guarda associou-lhes José para os servir. Havia já um certo tempo que estavam detidos, 5.quando os dois prisioneiros, o copeiro e o padeiro do rei do Egito, tiveram um sonho numa mesma noite, cada um o seu, com seu sentido particular. 6.Quando José voltou junto deles no dia seguinte pela manhã, viu que estavam tristes. 7.Perguntou então aos oficiais do faraó, detidos com ele na casa do seu senhor: “Por que tendes hoje um ar sombrio?” 8.“Tivemos um sonho, responderam; e não há ninguém para no-los interpretar.” “Porventura, não pertence a Deus, replicou José, a interpretação dos sonhos? Rogo-vos que mos conteis.” 9.E o copeiro-mor contou seu sonho a José: “Em meu sonho, disse ele, vi uma cepa que estava diante de mim,
10.e nesta cepa três varas, que pareciam brotar; saiu uma flor e seus cachos deram uvas maduras. 11.Eu tinha na mão a taça do faraó; tomei as uvas e espremi-as na taça, que entreguei na mão do faraó.” 12.José disse-lhe: “Eis o significado do teu sonho: as três varas são três dias. 13.Dentro de três dias, o faraó te reabilitará em tuas funções. Apresentarás ao faraó sua taça, como o fazias antes, quando eras seu copeiro. 14.Quando fores feliz, lembra-te de mim e faze-me o favor de recomendar-me ao faraó, para que ele me tire desta prisão. 15.Porque é por um rapto que fui tirado da terra dos hebreus, e aqui, igualmente, eu nada fiz para merecer a prisão.” 16.O padeiro-mor, vendo que José tinha dado uma boa interpretação, disse-lhe: “Eu também, em meu sonho, levava sobre minha cabeça três cestas de pão branco. 17.Nada de cima, havia toda a sorte de manjares para o faraó; mas as aves do céu comiam-nas na cesta que estava sobre minha cabeça.” 18.“Eis, disse José, o que isto significa: as três cestas são três dias. 19.Dentro de três dias, o faraó levantará a tua cabeça: ele te suspenderá numa forca, e as aves devorarão a tua carne.” 20.No terceiro dia, celebrava-se o aniversário natalício do faraó, e ele ofereceu um banquete todo o seu pessoal. Ele levantou a cabeça do copeiro- mor, no meio de todos os seus servos: 21.restabeleceu no seu cargo o copeiro-mor, que apresentou novamente a taça ao faraó, 22.e mandou suspender no patíbulo o padeiro-mor, segundo a interpretação que José lhes havia dado. 23.Mas o copeiro-mor não pensou mais em José; esqueceu-o "

Entendendo o texto e respondendo os quesitos abaixo:

1 - Em certas ocasiões, José deve ter sentido que a vida dele não tinha sentido, e que era totalmente injusta. Sem dúvida, ele foi tentado a pensar que Deus não estava se importando com as suas provações. Como é maravilhoso recordar que a vida de José foi um exemplo marcante da providência especial de Deus sobre o Seu povo. Isto deve servir para o nosso conforto quando a vida parecer estar fora de controle.
 
Depois de algum tempo que José tinha recebido a responsabilidade de supervisionar os prisioneiros, dois servos do Rei foram encarcerados lá. Não sabemos nada a respeito da culpa ou da inocência destes homens. O que fica evidente, é o fato do aprisionamento destes homens fazer parte dos planos de Deus. O momento, os sonhos, etc., tudo se encaixa perfeitamente no propósito de Deus.

Deus nos fala por intermédio dos sonhos. Os antigos Egípcios eram muito interessados na interpretação dos sonhos, e estes em particular, tinham a finalidade de impressioná-los. Se estes homens estivessem fora da prisão, certamente consultariam um interpretador profissional de sonhos. Havia muitos deles no Egito.

Ao amanhecer, José notou o semblante triste daqueles homens. Sabendo do interesse deles, ele se ofereceu para interpretar os sonhos. Por iluminação divina, ele estava ciente de que possuía este dom profético.

Logo após José interpretar o sonho, pediu ao copeiro que não se esquecesse dele no futuro. Ele expôs a sua causa e inocência, e também esperava sair em breve da prisão. Entretanto, o copeiro se esqueceu de Jacó, e o deixou desapontado. Vamos lembrar que se nós compreendermos os planos de Deus, ficaremos alegres até mesmo diante dos desapontamentos.

A interpretação deste sonho confirmou que Jacó era verdadeiramente inspirado por Deus. Talvez as interpretações corretas destes sonhos, ajudaram José a reafirmar sua confiança nos seus próprios sonhos. Algumas pessoas têm perguntado se José sentiu alguma compaixão pelo padeiro. Apesar de ele sentir pena, não há razão para pensarmos que o padeiro não merecia tal punição. Provavelmente, o copeiro estava se sentindo em uma posição tão delicada diante do Faraó, que estava com medo de ajudar José. Talvez ele estivesse com medo de contrariar a esposa de Potifar. De qualquer forma, a raça humana é repleta de pessoas ingratas.

Duas considerações:

1 - O copeiro não sabia que a sua ingratidão seria relembrada pela posteridade. Quantos como Pilatos ou Judas, nem imaginaram que seus atos infames seriam lembrados. Não podemos esquecer que todo o não, salvo um dia terão suas próprias vidas declaradas publicamente.

2- José foi esquecido pelo copeiro, mas não por Deus. A ingratidão do copeiro fez com que tudo se encaixasse no tempo proposto por Deus. A depravação do homem não impede o propósito soberano de Deus. Faça um forte louvor a Deus, por todas as ocasiões em que você foi esquecido, que usaram de indiferença com você, gerando em seu coração a libertação interior. Anote tudo o que o Senhor colocar em seu coração.