85 98117.4241

ouvinte@redeshalomderadios.com

85 3261.3600 / 3264.1863

Tempo de Viver

Cerco de Jericó: Estudo Bíblico do dia 22-08-18 (QUA)

  • Publicado em 22/08/2018

Tema: História de Judá e de Tamar.

Indicação: Leia por três vezes Genesis 38, 1-23, ore antes e durante sua leitura, pedindo ao Senhor gosto por sua Palavra. Após sua leitura, colocamos um contexto para que você situe-se no entendimento do texto.

"Naquele tempo, Judá, apartando-se dos seus irmãos, foi para a casa de um homem de Odolão, chamado Hira. 2.Judá viu ali a filha de um cananeu, de nome Sué, e desposou-a, unindo-se a ela. 3.Ela concebeu e deu à luz um filho, ao qual chamou Her. 4.Concebeu novamente e deu ao mundo um filho, e deu-lhe o nome de Onã. 5.E teve ainda um filho, que chamou Sela. Judá estava em Achzib na ocasião desse nascimento. 6.Judá escolheu para Her, seu primogênito, uma mulher chamada Tamar. 7.Her, porém, o primogênito de Judá, era mau aos olhos do Senhor, e o Senhor o feriu de morte. 8.Então Judá disse a Onã: “Vai, toma a mulher de teu irmão, cumpre teu dever de levirato e suscita uma posteridade a teu irmão.” 9.Mas Onã, que sabia que essa posteridade não seria dele, maculava-se por terra cada vez que se unia à mulher do seu irmão, para não dar a ele posteridade. 10.Seu comportamento desagradou ao Senhor, que o feriu de morte também. 11.E Judá disse a Tamar, sua nora: “Conserva-te viúva em casa de teu pai até que meu filho Sela se torne adulto.” “Não é bom, pensava ele consigo, que também ele morra como seus irmãos.” E Tamar voltou a habitar na casa paterna. 12.Muito tempo depois, morreu a filha de Sué, mulher de Judá. Passado o luto, subiu Judá a Tamna para a tosquia de suas ovelhas, com seu amigo Hira, o odolamita. 13.E foi noticiado a Tamar: “Eis que o teu sogro sobe a Tamna para a tosquia de suas ovelhas.” 14.Depôs ela então os seus vestidos de viúva, cobriu-se de um véu, e, assim disfarçada, assentou-se à entrada de Enaim, que se encontra no caminho de Tamna, pois via que Sela tinha crescido e não lha tinham dado por mulher. 15.Judá, vendo-a, julgou tratar-se de uma prostituta, porque tinha o rosto coberto. 16.E, chegando-se a ela no caminho, disse: “Queres juntar-te comigo?” (Ignorava ele que se tratava de sua nora.) Ela respondeu: “O que me darás para juntar-me contigo?” 17.“Mandar-te-ei um cabrito do meu rebanho.” “Está bem; mas dá- me então um penhor, até que o tenhas enviado.” 18.“Que penhor queres que eu te dê?” “Teu anel, teu cordão e o bastão que tens na mão.” Ele os entregou; em seguida, aproximou-se dela e ela concebeu. 19.E levantando-se, partiu; tirou o seu véu e retomou seus vestidos de viúva.

20.E Judá mandou-lhe o cabrito por seu amigo, o odolamita, para retirar o penhor das mãos daquela mulher, mas ele, não a encontrando, 21.perguntou aos habitantes do lugar: “Onde está aquela prostituta que estava em Enaim, à beira do caminho?” Responderam-lhe: “Não há prostituta nesse lugar!” 22.Ele voltou para junto de Judá: “Não a encontrei, disse ele, e os moradores daquele lugar disseram-me que não havia nenhuma prostituta ali.” 23.“Guarde ela o meu penhor, respondeu Judá, não nos tornemos ridículos! Eu mandei o cabrito; tu, porém, não a encontraste”."


Entendendo o contexto:

1 - Este é um dos capítulos mais estranhos da Bíblia. Para o leitor descuidado, ele pode parecer estar fora de lugar ou não ter nenhum valor espiritual. Entretanto, para aqueles que meditam na Palavra de Deus, eles contém muitos ensinos espirituais. Como toda a Escritura, ele é de grande proveito. Note também que este é o único capítulo que contém informações sobre a

 

família de Jacó, desde quando José foi vendido, até o período de fome que os conduziu forçosamente ao Egito. Antes de avançarmos neste capítulo, vamos considerar algumas coisas importantes:


- Como é chocante a vida dos filhos de Jacó. Rúben, Simeão, Levi e agora Judá são vistos cometendo atos horríveis. Todos os irmãos, exceto Rúben e Benjamim, participaram da venda de José. Não estamos insinuando que nenhum destes homens era justo, mas alguém poderia duvidar facilmente disso. Não vamos imaginar que pelo fato de Israel ter sido escolhida como uma nação eleita por Deus, que todos os judeus eram justos.


 - Se a Bíblia fosse escrita por homens, sem a inspiração divina, não teria exposto honesta e claramente a natureza má do ser humano. Os Judeus voluntariamente exporiam os erros e desgraças dos seus ancestrais? A plena honestidade das Escrituras é um testemunho da sua inspiração.


Busque colocar-se diante da graça e nela está contida a VERDADE de sua própria vida, essa verdade vai te libertar. Peça perdão ao Senhor por todas as maldades que seus ancestrais possam ter feito e que hoje tem efeito direto em sua vida. Anote tudo o que o Senhor te disser.


2 - Judá tomou uma esposa para o seu primogênito. Deus tirou a vida deste jovem devido a uma maldade não definida. Judá então chama o seu segundo filho para que cumprisse o dever do casamento levirato (cunhado). Neste caso, o cunhado deveria se casar com a viúva do irmão morto que não tivesse filhos. O primeiro filho desta união levaria o nome do irmão morto.


Onã obedeceu a seu pai e se casou com Tamar. Ele consumou o casamento, no entanto, ele interrompia o intercurso das relações sexuais antes que Tamar pudesse conceber (daí vem o termo “Onanismo”). Ele fazia isto porque não queria suscitar filhos para o seu irmão. Deus na Sua ira lhe tirou a vida por este ato.


Por que esta sórdida história está na Bíblia? Você acredita que o nascimento do Salvador dependia do resultado deste capítulo? Muitas vezes Deus, em Sua soberania, faz com que os grandes eventos dependam dos pequenos ou estranhos acontecimentos.


Que triste reflexão tem esta história sobre Judá. Não teria sido pelo fato de ver tendências imorais em Judá que levou Tamar a planejar e ter sucesso neste plano? Será que ela ouviu de outras escapadas de Judá? Que triste contraste é este comparado com a pureza de José ao ser tentado, na homilia do cerco dia 16.08.2018, vemos claramente esse episodio da pureza de José.


Responda a Luz divina, todos as reflexões deste segundo quesito, sempre se colocando no lugar dos personagens.