85 98117.4241

ouvinte@redeshalomderadios.com

85 3261.3600 / 3264.1863

Tempo de Viver

Cerco de Jericó: Estudo Bíblico do dia 21-08-18 (TER)

  • Publicado em 21/08/2018

Tema: José vendido por seus irmãos

Indicação: leia com fervor e atenção, Genesis 37, 12-36 e perceba onde o pecado pode nos levar e como o poder e a misericórdia de Deus podem fazer de um episódio de desgraça um bem maior.

"Os irmãos de José foram apascentar os rebanhos de seu pai em Siquém. 13.Israel disse a José: “Teus irmãos guardam os rebanhos em Siquém. Vem: vou mandar-te a eles.” “Eis-me aqui”, respondeu José. 14.“Vai, pois, ver se tudo corre bem a teus irmãos e ao rebanho, e traze-me notícias deles.” Enviou-o do vale de Hebron, e José foi a Siquém. 15.Um homem encontrou-o errando pelo campo: “Que buscas?” perguntou ele. 16.“Busco meus irmãos, respondeu ele. Dize-me onde apascentam os rebanhos.” 17.E o homem respondeu: “Partiram daqui e ouvi-os dizer: Vamos a Dotain.” Partiu então José em busca dos seus irmãos e encontrou-os em Dotain. 18.Eles o viram de longe. Antes que José se aproximasse, combinaram entre si como o haveriam de matar; 19.e disseram: “Eis o sonhador que chega. 20.Vamos, matemo-lo e atiremo-lo numa cisterna; diremos depois que uma fera o devorou; e então veremos de que lhe aproveitaram os seus sonhos.” 21.Ouvindo-o, porém, Rubem, quis livra-lo de suas mãos: “Não lhe tiremos a vida, disse ele. 22.Não derrameis sangue. Jogai-o naquela cisterna, no deserto, mas não levanteis vossa mão contra ele.” Pois Rubem pensava livrá-lo de suas mãos para o reconduzir ao pai. 23.Quando José se aproximou de seus irmãos, eles o despojaram de sua túnica, daquela bela túnica de várias cores que trazia, 24.e jogaram-no numa cisterna velha, que não tinha água. 25.E, sentando-se para comer, eis que, levantando os olhos, viram surgir no horizonte uma caravana de ismaelitas vinda de Galaad. Seus camelos estavam carregados de resina, de bálsamo e de ládano, que transportavam para o Egito. 26.Então Judá disse aos seus irmãos: “Que nos aproveita matar nosso irmão e ocultar o seu sangue? 27.Vinde e vendamo-lo aos ismaelitas. Não levantemos nossas mãos contra ele, pois, afinal, é nosso irmão, nossa carne.” Seus irmãos concordaram. 28.E, quando passaram os negociantes madianitas, tiraram José da cisterna e venderam-no por vinte moedas de prata aos ismaelitas, que o levaram para o Egito. 29.Rubem voltou à cisterna, e eis que José já não estava ali. 30.Rasgou então suas vestes e voltou para junto dos seus irmãos: “O menino desapareceu, disse ele. E eu, para onde irei?” 31.Tomaram então a túnica de José, mataram um cabrito e a mergulharam no seu sangue. 32.E mandaram-na levar ao seu pai com esta mensagem: “Eis o que encontramos: vê se não é, porventura, a túnica do teu filho.” 33.Jacó reconheceu-a e exclamou: “É a túnica de meu filho! Uma fera o devorou! José foi estraçalhado!” 34.E, rasgando as vestes, cobriu-se de um saco, e chorou o seu filho por muito tempo. 35.Todos os seus filhos e filhas vieram consolá-lo, mas ele não aceitou nenhuma condolência: “É chorando, disse ele, que descerei para junto de meu filho na habitação dos mortos.” Foi assim que o seu pai o chorou. 36.Os madianitas venderam-no a Putifar, no Egito, eunuco do faraó e chefe da guarda."


 1 - Siquém ficava cerca de 80 km de onde José estava, e Dotã a 40 km de Siquém, seguindo pela rota comercial. É chocante o fato de aqueles homens considerarem o assassinato do próprio irmão. Dificilmente acreditaríamos nisto se não tivéssemos visto anteriormente o caráter deles. Não podemos deixar de notar que eles estavam lutando contra a profética Palavra de Deus.


Novamente, não podemos deixar de ver a providência maravilhosa de Deus. Embora a vida do homem possa parecer um grande emaranhado, e cheia de embaraço, Deus está tecendo o tapete dos Seus planos. José, seus irmãos e os ismaelitas sabiam muito pouco a respeito do que Deus estava fazendo.


O fundador da Comunidade Católica Shalom escreveu na década de 80. “...em um mundo marcado pelo pecado que tem errado muito acerca do conhecimento do evangelho...” como essa palavra dele é atual para nós, assim como os irmãos de José, muitas vezes nós não sabemos e nem procuramos ouvir a palavra profética de Deus para nossa vida e dos nossos irmãos. Coloque-se diante do Senhor e deixe-se invadir pela voz suave e terna dEle. Anote tudo o que o Senhor te disser.


2 - Aqui ficamos sabendo que Rúben tinha planejado resgatar José. Será que ele estava tentando cair nas graças de seu pai novamente? Nós não sabemos. Mas, ele aparentemente estava sendo sincero no seu sofrimento.


A reação de Jacó ao ver a túnica ensanguentada, deve ter feito com que até os insensíveis irmãos de José se sentissem miseráveis. A vida de Jacó estava centralizada em José. Eles devem ter sentido que causariam também a morte do pai deles. Mais tarde veremos que a consciência deles realmente os atormentava.


Como gostaríamos de saber o que se passava na mente de José. Sabemos que ele não deixou de confiar em Deus. Talvez ele tenha se lembrado que Deus tece a Sua vontade mesmo em uma vida embaraçada.


Veja a sua vida e os embaraços que nela existem e suplique a libertação do Senhor sobre cada embaraço. Lembre-se! O Senhor quer SER seu amigo, quer trilhar um caminho novo com você, basta apenas que seu coração o reconheça.

Shalom e bom estudo.