85 98117.4241

ouvinte@redeshalomderadios.com

85 3261.3600 / 3264.1863

Completas

Quarta-feira

  • Publicado em 19/07/2017

introdução
 

V. Vinde, ó Deus, em meu auxílio. 
R. Socorrei-me sem demora. 
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. 
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia. 

Depois, recomenda-se o exame de consciência (...)

Hino

Ó Cristo, dia e esplendor,
na treva o oculto aclarais. 
Sois luz de luz, nós o cremos, 
luz aos fiéis anunciais. 

Guardai-nos, Deus, nesta noite, 
velai do céu nosso sono; 
em vós na paz descansemos 
em um tranquilo abandono. 

Se os olhos pesam de sono, 
vele, fiel, nossa mente. 
A vossa destra proteja 
quem vos amou fielmente. 

Defensor nosso, atendei-nos 
freai os planos malvados. 
No bem guiai vossos servos, 
com vosso sangue comprados. 

Ó Cristo, Rei piedoso, 
a vós e ao Pai toda a glória, 
com o Espírito Santo, 
eterna honra e vitória.

Salmodia 

Ant. 1 Ó Senhor, sede a minha proteção, 
um abrigo bem seguro que me salva!

Salmo 30(31),2-6 
 
Súplica confiante do aflito

Pai, em tuas mãos entrego o meu espírito! (Lc 23,46). 

2 Senhor, eu ponho em vós minha esperança; * 
que eu não fique envergonhado eternamente! 
= Porque sois justo, defendei-me e libertai-me, † 
3 inclinai o vosso ouvido para mim; *
apressai-vos, ó Senhor, em socorrer-me! 

– Sede uma rocha protetora para mim, * 
um abrigo bem seguro que me salve! 
4 Sim, sois vós a minha rocha e fortaleza; * 
por vossa honra orientai-me e conduzi-me! 
5 Retirai-me desta rede traiçoeira, *
porque sois o meu refúgio protetor!

6 Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito, * 
porque vós me salvareis, ó Deus fiel! 

Ant. Ó Senhor, sede a minha proteção, 
um abrigo bem seguro que me salva! 

Ant. 2 Das profundezas eu clamo a vós, Senhor!

Salmo 129(130) 

Das profundezas eu clamo

Ele vai salvar o seu povo dos seus pecados (Mt 1,21). 

1 Das profundezas eu clamo a vós, Senhor, * 
2 † escutai a minha voz! 
– Vossos ouvidos estejam bem atentos * 
ao clamor da minha prece! 

3 Se levardes em conta nossas faltas, *
quem haverá de subsistir? 
4 Mas em vós se encontra o perdão, *
eu vos temo e em vós espero. 

5 No Senhor ponho a minha esperança, *
espero em sua palavra. 
6 A minh’alma espera no Senhor * 
mais que o vigia pela aurora. 

7 Espere Israel pelo Senhor * 
mais que o vigia pela aurora! 
– Pois no Senhor se encontra toda graça * 
e copiosa redenção. 

8 Ele vem libertar a Israel *
de toda a sua culpa.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * 
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Das profundezas eu clamo a vós, Senhor! 

Leitura breve             Ef 4,26-27 

Não pequeis. Que o sol não se ponha sobre o vosso ressentimento. Não vos exponhais ao diabo. 

Responsório breve 

R. Senhor, em vossas mãos 
* Eu entrego o meu espírito. R.Senhor. 
V. Vós sois o Deus fiel, que salvastes vosso povo. 
Eu entrego. Glória ao Pai. R.Senhor. 

Cântico evangélico, ant.

Salvai-nos, Senhor, quando velamos, 
guardai-nos também quando dormimos! 
Nossa mente vigie com o Cristo, 
nosso corpo repouse em sua paz!

Cântico de Simeão Lc 2,29-32 

Cristo, luz das nações e glória de seu povo

29 Deixai, agora, vosso servo ir em paz, * 
conforme prometestes, ó Senhor. 

30 Pois meus olhos viram vossa salvação * 
31 que preparastes ante a face das nações: 

32 uma Luz que brilhará para os gentios * 
e para a glória de Israel, o vosso povo.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * 
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Salvai-nos, Senhor, quando velamos, 
guardai-nos também quando dormimos! 
Nossa mente vigie com o Cristo, 
nosso corpo repouse em sua paz!

Oração

Senhor Jesus Cristo, manso e humilde de coração, que tornais leve o fardo e suave o jugo dos que vos seguem, acolhei os propósitos e trabalhos deste dia e concedei-nos um repouso tranquilo, para amanhã vos servirmos com maior generosidade. Vós, que viveis e reinais para sempre.   Amém.

O Senhor todo-poderoso nos conceda uma noite tranquila 
e, no fim da vida, uma morte santa.
R. Amém.

Antífona final de Nossa Senhora

Ó Mãe do Redentor, do céu ó porta, 
ao povo que caiu, socorre e exorta, 
pois busca levantar-se, Virgem pura, 
nascendo o Criador da criatura: 
tem piedade de nós e ouve, suave, 
o anjo te saudando com seu Ave!