85 98117.4241

ouvinte@redeshalomderadios.com

85 3261.3600 / 3264.1863

Notícias

Relíquia da Cruz de Cristo encontrada na Catedral de Fortaleza será venerada na Quaresma

  • Publicado em 28/02/2020

De acordo com a Arquidiocese de Fortaleza, o Arcebispo, Dom José Antônio Aparecido Tosi Marques, anunciou ao final da Missa de Cinzas “que foi encontrara uma Relíquia da Cruz de Cristo no subsolo da Catedral”. Juntamente com a relíquia, foi encontrado o certificado atestando sua autenticidade.

A relíquia da Vera Cruz foi enviada de Roma e recebida em 29 de março de 1928 pelo primeiro Arcebispo de Fortaleza, Dom Manuel da Silva Gomes.

O pároco da Catedral Metropolitana de Fortaleza, Padre Clairton Alexandrino de Oliveira, contou a ACI Digital que estão realizando uma grande obra no subsolo do templo, onde há muita coisa antiga. “Tenho o cuidado de examinar tudo e, então, achei dentro de uma caixa um crucifixo de prata e com ele estava a mensagem em latim atestando a veracidade da relíquia”.

A descoberta da relíquia se deu em dezembro passado, “perto do Natal”, recordou o sacerdote. Segundo ele, após comunicar ao Arcebispo, este sugeriu que fosse anunciado aos fiéis na Sexta-feira Santa.


Mas, “sugeri a ele que fizéssemos uma catequese com o povo durante a Quaresma, aproveitando para fazer a Via Sacra, meditar, e o Arcebispo concordou”, contou Pe. Clairton.

Desse modo, a relíquia foi apresentada aos fiéis na Quarta-feira de Cinzas, início da Quaresma, e durante todo este tempo litúrgico será exposta para veneração todas as quartas-feiras e sextas-feiras, “no horário da morte de Cristo, ou seja, às 15h”, quando será rezada a Via Sacra.

“Esta é uma oportunidade extraordinária que a providência divina nos dá nesse mundo de tanto relativismo. É oportunidade para meditarmos sobre o verdadeiro significado da redenção, de pensarmos até onde foi o amor de Deus por nós, que deu seu Filho na Cruz para derramar seu sangue por nós. No altar da Cruz, a morte foi derrotada e a vida teve a vitória”, expressou o pároco.

Para o sacerdote, poder venerar a relíquia da Vera Cruz durante a Quaresma é um convite a “viver bem” este tempo litúrgico. “Devemos passar pela cruz e assumir a cruz para, com Cristo, alcançarmos a vitória”, completou.

Relíquia da Vera Cruz

Ao ressaltar que a relíquia encontrada na Catedral de Fortaleza é “atestada pelo Vaticano”, Pe. Clairton recordou que a Cruz de Cristo foi encontrada por volta do ano 326, em Jerusalém, por Santa Helena.

Escritores antigos, como São Crisóstomo e Santo Ambrósio, narraram que, depois de realizar muitas escavações, foram encontradas três cruzes.

Sem saber qual era a de Jesus, levaram até o Monte Calvário uma mulher agonizante e, ao tocá-la com duas das cruzes, nada lhe ocorreu. Mas, ao tocá-la com a terceira cruz, a enferma se recuperou instantaneamente.

Macário, então Bispo de Jerusalém, Santa Helena e milhares de fiéis levaram a cruz em procissão pelas ruas da cidade.

Parte da Cruz ficou em Jerusalém e outros fragmentos foram levados a Roma e, mais tarde, distribuídos a outros locais, tendo um deles sido enviado à Fortaleza na década de 1920.