85 98117.4241

ouvinte@redeshalomderadios.com

85 3261.3600 / 3264.1863

Notícias

Chuva das últimas 24 horas foi a maior de Fortaleza em 2019, com 148,4 milímetros

  • Publicado em 15/04/2019

A chuva de 148,4 milímetros registrada na capital das 7 horas deste domingo (14) até 7 horas desta segunda-feira (15) é a maior de 2019. As outras maiores chuvas do ano na capital foram registradas no dia 24 de fevereiro com 120,3 milímetros (posto Castelão); 111,0 milímetros (posto Messejana) e 105,0 milímetros (Posto Pici). As informações são da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

O balanço parcial da Defesa Civil de Fortaleza contabilizou pelo menos nove ocorrências relacionadas a alagamentos e inundações até as 12 horas de domingo.

Semáforos

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) informou, por meio de nota que, na manhã desta segunda-feira, foram registrados dezessete cruzamentos com semáforos apagados ou piscantes. Agentes e uma equipe de técnicos da AMC estão no local.

Confira os cruzamentos que estão com semáforos apagados ou piscantes:

Avenida Tristão Gonçalves x Rua Liberato Barroso; Avenida Tristão Gonçalves x Rua Guilherme Rocha;
Av. Tristão Gonçalves x R. São Paulo;
Av. Tristão Gonçalves x Av. Duque de Caxias;
Rua 24 de maio x R. Gal. Clarindo de Queiroz;
Rua 24 de maio x Av. Duque de Caxias;
Rua Gal. Sampaio x R. Meton de Alencar; Rua Antônio Pompeu x Av. da Universidade;
Rua Gal. Sampaio x R. Clarindo de Queiroz;
Rua Senador Pompeu x R. Pedro Pereira;
Rua Solon Pinheiro x R. Antônio Pompeu;
Rua Solon Pinheiro x R. Meton de Alencar;
R. Assunção x R. Antônio Pompeu;
R. Osvaldo Cruz x Av. Antônio Sales;
Rua Joaquim Nabuco x R. Dom Expedito Lopes;
R. Osvaldo Cruz x R. Padre Valdevino
R. Alberto Magno x R. Ana Neri.
A quantidade de chuvas registrada em Fortaleza, nas últimas 24 horas foi a maior no Estado. Logo atrás aparecem Chaval, com 85,8 mm, Barroquinha (82,3 mm) e Cascavel (79,0 mm). Até o momento, foram informados registros em 91 municípios.

Maiores chuvas em Fortaleza 2019


Posto PluviométricoMunicípioObservadoData
Posto da Água FriaFortaleza148,4 milímetros15/04/2019
Posto CastelãoFortaleza120,3 milímetros24/02/2019
Posto MessejanaFortaleza111,0 milímetros24/02/2019
Posto PiciFortaleza105,8 milímetros24/02/2019
Posto da Água FriaFortaleza105,0 milímetros19/01/2019


Domingo com pontos de alagamentos

No domingo, uma árvore caiu em frente ao Hospital Geral de Fortaleza (HGF), no Bairro Papicu. A Capital também registrou pontos de alagamentos. Foram registrados alagamentos nos seguintes trechos:

Avenida Pontes Vieira com Rua Visconde de Mauá, no Dionísio Torres;
trechos da Avenida Raul Barbosa, no Bairro Aerolândia;
Avenida Murilo Borges, no Bairro Luciano Cavalcante;
Avenida Júlio Ventura, entre as Ruas Ildefonso Albano e Barão de Aracati;
Avenida Américo Barreira (continuação da Avenida José Bastos), próximo à Lagoa da Parangaba;
Avenida Beira-Mar, nas proximidades da Rua Visconde de Mauá e em diversos trechos da Avenida Heráclito Graça.
Ruas Antônio Augusto e Ildefonso Albano.
Chuvas no Maciço de Baturité, Litoral e Ibiapaba
A previsão do tempo para esta segunda-feira (14) indica nebulosidade variável com eventos de chuva no litoral, no Maciço de Baturité e na Ibiapaba. Nas demais regiões, há possibilidade de chuva. A Previsão é da Funceme e foi atualizada na manhã desta segunda.

Neste momento, imagem de satélite mostra nebulosidade sobre todo o Ceará, principalmente no centro-norte. Estas nuvens estão associadas à proximidade da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), que se encontra junto ao norte da região Nordeste. Entre o oceano Atlântico e parte da área continental, observa-se a presença de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN). A atuação desses dois sistemas meteorológicos está contribuindo para ocorrência de chuva nas macrorregiões cearenses.

Diante de tal cenário, para segunda, o céu terá cobertura variada de nuvens e, onde estão indicados eventos de chuva, as precipitações atingirão mais de 50% do território sob previsão. Já nas demais áreas, a tendência é que as precipitações alcancem somente de 5% a 20% do território.

Fonte: G1 CE